domingo, 22 de março de 2015

Redação Nota mil tema água



Água desafio do século XXI. A proposta deve sugerir soluções para problemas ocasionados pela má gestão dos recursos hídricos.
Redação Modelo
O ouro azul e a seca ética
A sociedade muda com o passar do tempo e com ela suas ações e ideais, permitindo afirmar que concepções alteram-se a todo instante no decurso histórico da humanidade. Tal verdade, aplica-se ao uso e gestão da água na pós-modernidade. Destarte, a mesma tem sido vedete de diversas discussões no âmbito sociopolítico, no qual figura o embate entre capitalismo versus visões humanitárias.
Nesse cenário, é preciso destacar, inicialmente, que o ideário que rege a sociedade contemporânea baseia-se fundamentalmente no olhar capitalista de mundo, uma vez que a visão do pequeno grupo que detêm o poder econômico e político mundial sobressai-se em detrimento dos ideais da parcela esmagadora que compõe todo o resto. Logo, bens que em décadas anteriores eram vistos como direitos de todos, passam a ser enxergados - pelo pequeno grupo - como meios econômicos, suscetíveis a privatizações e negociáveis no mercado capital. Nesse contexto histórico da atualidade, a água é analisada sob tais perspectivas, uma vez que sua disponibilidade futura é fruto de dúvidas, o que por vez a transformaria em produto de luxo, o chamado “ouro azul”.
Tal possibilidade não é causada por fatores ambientais, mas por ações antrópicas no meio ambiente. Sendo assim, do desperdício às extremas secas, da destruição ambiental às alterações climáticas, o homem parece não salientar que a pauta refere-se a um bem inalienável a sua vida. Dessa forma, persistem os debates sobre racionalização e gestão adequada da água, bem como o seu papel: de um lado vista como bem econômico, do outro como direito da humanidade. Enquanto isso, dezenas de pessoas morrem todos os anos devido à escassez de tal líquido vital, aliada a fatores como fome, pobreza e falta de higiene. Entretanto, os recursos hídricos continuam sendo utilizados de maneira predatória pelas empresas, agricultura e setores de energia.
Parafraseando o geógrafo Milton Santos, as grandes empresas não têm responsabilidades sociais nem morais, desorganizando desta forma o território tanto moral como socialmente. Partindo desse pressuposto, o controle capitalista dos recursos hídricos não é ético e não deve ser aceito pelas sociedades. Paliativos como a melhoria da infraestrutura e gestão da água, como também maior articulação e ação governamental devem ser tomados para amenizar os efeitos danosos causados pela escassez da mesma.

Ensaio de um novo consumo
Ao longo de seu curso histórico, a humanidade foi pautada na usurpação desordenada de seus recursos hídricos, sobretudo, os de matriz hídrica. No entanto, em ares da era da sustentabilidade, cuja demanda por água de qualidade aumenta e a população expande-se, o mundo caminha sob o desafio de estabelecer um novo paradigma de consumo para esse bem, em direção a um futuro de incertezas.
Assim, desde a Revolução Industrial, com o crescimento urbano e a instituição da água nos processos produtivos, o ciclo hidrológico vem sendo comprometido. Nesse âmbito, em países que vivenciam seu surto de metropolização, a exemplo da China, os riscos de escassez são cada vez maiores, graças ao alto consumo e à poluição dos mananciais decorrentes da ausência de saneamento básico. Aliados ao fenômeno da urbanização, a distribuição pouco equitativa dos afluentes e efluentes potencializa o algoz da falta de água, que de acordo com a ONU atinge cerca de 1/7 da população mundial, sobretudo, na África Subsaariana e no Oriente Médio.
Num mundo pós-moderno que assiste a um salto exponencial em sua população e vive a iminência de um colapso hídrico, grandes levas de água são empregadas na produção de alimentos. Seguindo essa lógica, no Brasil, 70% de seus recursos hídricos alimentam o agrobusiness - responsável por metade do PIB nacional. Mediante esse cenário, é preciso ressaltar que o desfecho para o fantasma da escassez pressupõe, a princípio, a desaceleração da máquina econômica do Estado e alterar seu panorama de desenvolvimento.
Para o teólogo Leonardo Boff, o paradigma da água consiste numa crise silenciosa e democrática – pois atinge a pobres e ricos – que enfatiza a proteção pelos recursos hídricos. Por este viés, é preciso repensar o mecanismo de exploração dessa matriz natural e persistir nas políticas de subsidio ao consumo racional desde as escola aos ambientes de trabalho, no sentido de garantir o aproveitamento racional da água no presente e, sobretudo, no futuro - ainda que isso represente uma retração econômica. Produzida por alunos do Curso Eu Quero Passar

domingo, 8 de março de 2015

O colegio Divina Providência realiza um encontro de pais e alunos do terceiro ano no Palace Hotel

Não existe vitória no vestibular sem a ajuda da família, foi assim que começou a palestra da professora Mara Rute dizendo aos pais que a ação do colégio Divina naquele domingo era providencial para a vida dos seus filhos. Em uma mescla de motivação conselhos e sobretudo troca de experiências o café da manhã promovido pela professora Silvana (diretora da escola) faz parte de uma série de ações dessa escola que agora faz parceria com o colégio Bernoulli, esse está no ranking de melhor escola do ENEM.

Assista ao vídeo com depoimento de pais e alunos e curta essa escola que tem feito a mudança em Itabuna!

sábado, 31 de janeiro de 2015

Marcos Santanna - Esforço traduzido em milagre! Aprovado em medicina em 2015

Toda honra e toda glória sejam dadas ao Senhor! Quero agradecer a Deus por ter colocado Mara e o curso Eu Quero Passar no meu caminho. Escrever bem nunca foi uma característica minha, mas ao trancar um curso de engenharia para buscar minha aprovação em medicina (um sonho desde a infância), eu precisaria melhorar a escrita de minhas produções textuais, afinal, a redação é decisiva em sua nota final. Entrei no curso em Março de 2014 e desde aquele instante comecei a me interessar pelo ato de escrever, fui aprendendo técnicas e recursos essenciais para uma boa redação. O sistema de correção é excelente, mostrando nossos erros e nos encaminhando para os acertos. Saí do curso com a bagagem necessária para escrever redações sobre qualquer tema. Além disso, mudei totalmente minha forma de escrever no decorrer do curso, minha escrita nunca mais foi a mesma. Depois de notas como 675(2010), 480(2011), 660(2012) e 820(2013) em redações anteriores do Enem, chegar ao 960 na redação do Enem 2014 foi uma grande conquista. O tema deste ano “Publicidade Infantil em questão no Brasil” não foi meu forte, mas a bagagem e as técnicas do curso foram essenciais para o resultado final. O último vestibular Consultec que havia feito tinha tirado 6,0 na redação e ano passado prestei o vestibular da UESB e obtive nota 9,0, mais uma vez apliquei o que aprendi no curso e obtive uma excelente nota na redação. Através da bondade de Deus e da pontuação no Enem 2014, fui contemplado com a aprovação em Medicina na Unifacs em 10º lugar . O curso de Mara não é apenas um curso direcionado para vestibulares/Enem, é um curso para a vida. As quartas-feiras à tarde eram horas marcadas de aprendizado, descontração e alegria, o tempo passava que nem sentia de tão prazerosas que eram as aulas, sinto muitas saudades do curso. Não tenho palavras para expressar minha gratidão a você Mara, obrigado por tudo, você é benção na vida daqueles que estão a sua volta, assim como foi na minha, sei e tenho certeza que Deus reserva grandes coisas para ti e para sua família. E você que pretende fazer curso de redação, não tenha dúvida, o curso de Mara Rute é o MELHOR DO BRASIL!!! Finalizarei com o versículo muito conhecido por todos do curso: “Apeguemo-nos com firmeza à esperança que professamos, pois aquele que prometeu é fiel.Hebreus 10:23  

Depois de muitas batalhas, Marcos realiza um sonho de infância: passar em Medicina.


Toda honra e toda glória sejam dadas ao Senhor! Quero agradecer a Deus por ter colocado Mara e o curso Eu Quero Passar no meu caminho. Escrever bem nunca foi uma característica minha, mas ao trancar um curso de engenharia para buscar minha aprovação em medicina (um sonho desde a infância), eu precisaria melhorar a escrita de minhas produções textuais, afinal, a redação é decisiva em sua nota final. Entrei no curso em Março de 2014 e desde aquele instante comecei a me interessar pelo ato de escrever, fui aprendendo técnicas e recursos essenciais para uma boa redação. O sistema de correção é excelente, mostrando nossos erros e nos encaminhando para os acertos. Saí do curso com a bagagem necessária para escrever redações sobre qualquer tema. Além disso, mudei totalmente minha forma de escrever no decorrer do curso, minha escrita nunca mais foi a mesma. Depois de notas como 675(2010), 480(2011), 660(2012) e 820(2013) em redações anteriores do Enem, chegar ao 960 na redação do Enem 2014 foi uma grande conquista. O tema deste ano “Publicidade Infantil em questão no Brasil” não foi meu forte, mas a bagagem e as técnicas do curso foram essenciais para o resultado final. O último vestibular Consultec que havia feito tinha tirado 6,0 na redação e ano passado prestei o vestibular da UESB e obtive nota 9,0, mais uma vez apliquei o que aprendi no curso e obtive uma excelente nota na redação. Através da bondade de Deus e da pontuação no Enem 2014, fui contemplado com a aprovação em Medicina na Unifacs em 10º lugar . O curso de Mara não é apenas um curso direcionado para vestibulares/Enem, é um curso para a vida. As quartas-feiras à tarde eram horas marcadas de aprendizado, descontração e alegria, o tempo passava que nem sentia de tão prazerosas que eram as aulas, sinto muitas saudades do curso. Não tenho palavras para expressar minha gratidão a você Mara, obrigado por tudo, você é benção na vida daqueles que estão a sua volta, assim como foi na minha, sei e tenho certeza que Deus reserva grandes coisas para ti e para sua família. E você que pretende fazer curso de redação, não tenha dúvida, o curso de Mara Rute é o MELHOR DO BRASIL!!! Finalizarei com o versículo muito conhecido por todos do curso: “Apeguemo-nos com firmeza à esperança que professamos, pois aquele que prometeu é fiel.Hebreus 10:23  

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Depois de muita Luta Laísa Passos consegue sua tão sonhada aprovação em medicina na UVV


Bem... Os anos de pré-vestibular foram anos de luta e de muitas aprovações em minha vida, inclusive aprender a morar longe de casa. E dentre todas as dificuldade, a maior delas foram alguns problemas que acabei acometendo devido ao nervoso na hora do vestibular, e a redação era quem mais me preocupava, e então fui apresentada por um amiga a Mara e a seu curso Euuqeropassar que proporcionou não somente curso de redação e linguagens mas ensinamentos de como o amor e a dedicação pela profissão pode resultar em um grupo de sucesso não somente no vestibular mas na formação de cidadãos . Enfim, chegou a hora tão sonhada, a minha aprovação, resultados   de anos de luta, de muitos choros e momentos de falta de fé após desaprovações, mas para Deus nada é impossível, me foram colocados família e  pessoas certas nos momentos certos para eu consegui vencer, e então  a aprovação na UVV, no curso de Medicina no qual eu tanto desejei.

Petropólis ganhou uma pérola - Ulli Kaize foi aprovada em Medicina em Petropolis


Passar pro curso que eu tanto queria, pra mim, sempre foi uma prioridade. Eu só não sabia que seria tão difícil. Mas, nesse caminho, pude contar com pessoas maravilhosas, que me ajudaram no meu maior medo: a redação! No curso de Mara Rute, encontrei pessoas que compartilhavam do mesmo medo, que tinham a paciência de me ensinar, mostrar os meus erros um por um e uma professora que dizia exatamente o que eu queria escutar - não só sobre redação ou linguagens, pois ela entende exatamente como é ser um vestibulando de medicina . E assim, com um ano de cursinho, abdicando de muito da minha vida, consegui ser aprovada em uma faculdade que para mim era sonho! Obrigada a Mara e toda sua equipe! Vocês foram fundamentais e fizeram parte dessa conquista!!!

Jannaina Brito será uma grande Psicóloga em Vitória da Conquista

Passei todo o ensino médio focada no que eu exatamente queria: PSICOLOGIA era o meu sonho! Terminei o terceiro ano e fui aprovada em Cruz das Almas. Entretanto, o que eu mais queria era ficar em casa, perto de mamãe. Entrei num cursinho, mais o cansaço e o desânimo, no decorrer do ano foi tomando conta de mim. Nesse processo as redações não saiam dos 400 e 500 e isso só me fazia acreditar menos na vitória.
Pessoas comentavam de uma MARA RUTE que falava que o sucesso estava na cópia. Cópia? Isso mesmo chefe! CÓPIA! Foi difícil de acreditar que esse método me levaria a aprovação. Mas as redações que fiz no curso EU QUERO PASSAR com todo o acompanhamento de Mara e sua equipe chegaram aos 800 e 900. 
Decidi sair do cursinho e “amarrar meus bigodes” com o curso que já havia me proporcionado mais do que sucesso nas redações. Nele ganhei AUTO CONFIANÇA, TRANQUILIDADE E FÉ!

Isso mesmo, naquela sala tão fraterna eu aprendi a ter fé! E conseguir minha aprovação em PSICOLOGIA, e serei eternamente grata à minha amiga, professora, e estrela das letras Mara Rute e toda sua equipe. E parafraseando a própria : Quem nos prometeu é fiel para cumprir. Obrigado CURSO MARAVILHOSO por ter me ensinado tanto e que venha 2015.1 e a MINHA amada PSICOLOGIA! ESSA VITÓRIA FOI NOSSA!